segunda-feira, 29 de janeiro de 2007

Entrevista - Matt Burns ("Sick" Nick Mondo)

Continuando a série de entrevistas, mais uma entrevista exclusiva ao blog 4 Cantos, dessa vez com a lenda do wrestling independente, o ícone das deathmatches, Matt Burns, conhecido no mundo do wrestling como "Sick" Nick Mondo. Mondo fala sobre suas lesões, sua recuperação, Sabu, Hayabusa, comenta sobre sua atual carreira como diretor de cinema, e muito mais. Imperdível.

4 Cantos do Ringue: Durante sua carreira você sofreu muitas lesões sérias, mas vocês sempre estava lá, em todos os shows, pronto pra lutar novamente. Agora, tomando a WWE como exemplo, onde lutadores ficam afastados por meses por causa de qualquer lesão, por menor que seja, você acha que dá pra comparar o que acontecia com você com o que acontece com eles, em termos de treinamento e carga horária?

Matt Burns: Enquanto a gente se arrisca mais na CZW, os lutadores na WWE trabalham muito mais dias do que lutadores das independentes. Eu respeito os caras de lá, porque eles geralmente tem que trabalhar enquanto ainda estão lesionados. Matt Hardy diz que sempre precisa ir trabalhar mesmo detonado. Uma agenda como a deles é extremamente dura no organismo...eu já lutei lesionado também, mas eu tinha muito mais tempo pra me recuperar no espaço entre as lutas.


4C: Ainda no mesmo assunto, como exatamente você se recuperava das deathmatches? Chegou num ponto em que você tinha que ficar a maior parte do tempo num hospital?

MB: Eu nunca tive seguro médico, então eu nunca ia a um médico a não ser que eu absolutamente precisasse. Descobri que manter uma alimentação saudável e dormir bastante ajudava na recuperação, e felizmente eu sempre me recuperava rápido. Eu encontrei uma clínica quiroprática onde me ofereciam tratamento por taxas muito baratas, porque simpatizaram comigo, o que foi muito legal. Eu acabei fazendo algumas viagens àquela clínica enquanto eu lutava. Aterrisar em cima de escadas pode causar uns problemas feios nas suas costas.


4C: Recentemente, LuFisto anunciou que ela estaria se afastando temporariamente dos ringues, e que dependendo te quão grave a situação nas costas dela fosse, talvez até se aposentasse. Dá pra comparar as causas das lesões dela com o que levou você à sua aposentadoria? Também, você acha que um dos fatores pode ter sido o uso e abuso de arame farpado, lâmpadas fluorecentese outras armas, por outras federações nas quais ela lutava (como a IWS), durante o período em que o uso de tais armas era restrito por lei à CZW?

MB: Bom, eu soube que foram problemas nas costas que a levaram à essa decisão. Isso definitivamente não é causado por lâmpadas, vidro ou arame farpado. As quedas são muito pior pro seu esqueleto do que esse tipo de arma. Mas ela é uma garota, e eu sei que ela não quer ficar cheia de cicatrizes. Cicatrizes em homes são legais, mas uma garota não quer ter o mesmo corpo do Sabu, isso é compreensível. Ela causou muito dano ao seu corpo pra idade dela, e eu não a culpo por essa decisão. Se seu pescoço, joelhos ou costas começam a reclamar, é melhor que você os escute. É diferente de quebrar um braço por exemplo. Se você acabar com um desses três, sua vida estará pra sempre marcada por dores crônicas. Desejo a ela saúde e felicidade no que quer que ela venha a fazer agora.


4C: Mesmo com toda a fama e com os fãs dedicados que o seguem até hoje - além de segurar o CZW Iron Man Championship por três vezes - você acabou sua carreira sem nunca ter ganho o CZW Heavyweight Championship. Você não sente falta desse título no seu currículo? Existe alguma razão pela qual você nunca o ganhou?

MB: Se eu sinto falta? Não. Eu sinto orgulho de carregar o Iron Man Title e isso já é suficiente pra mim. Eu nunca fui conhecido como um lutador que dominasse o ringue e tal, eu era mais o cara que era jogado pra lá e pra cá e em cima de coisas, então eu não era bem o cara certo pra ganhar o Heavyweight Title. Teria sido divertido entrar em algum feud e no fim ganhá-lo e retê-lo por um tempo, mas que seja. Na verdade eu descobri que existiam planos de me fazer ganhar o título pouco depois de me aposentar, se eu tivesse decidido continuar. Mas isso não me encomoda, estou feliz com o que conquistei.


4C: O que você acha das caras novas que vem surgindo na cena deathmatch? Caras como Drake Younger, Viking, Danny Havoc, Brain Damage, Beef Wellington, etc. Você acha que eles tem condições de continuar o legado deixado pela "old school" (você, Messiah, Lobo, Zandig...)?

MB: Eu realmente não ando vendo nada da CZW, mas eu de vez em quando ouço alguns nomes. Me parece que o Drake Younger promete muito. Mas quem sou eu pra falar em "deixar legados"? Isso é trabalho dos fãs. É difícil observar meu trabalho objetivamente como Nick Mondo. Eu sempre me vi como um cara normal, e ainda me vejo assim.


4C: Entre os bumps insanos de que você fez parte através da sua carreira, podemos citar pelo menos três como principais (Homeless Jimmy e o Assault Driver do caminhão, caindo com Zandig do telhado, e levar o cortador de grama do Wifebeater). Olhando novamente pra esses momentos, você se arrepende de alguma coisa que fez, ou você faria tudo denovo?

MB: Eu tenho mais respeito pelo meu bem-estar agora, e eu definitivamente não faria tudo denovo se pudesse voltar. Mas também não tenho arrependimentos. Deus me protegeu com a graça dele, porque tinha outros planos pra mim. Eu saí antes que a graça dele acabasse, e tenho muita sorte de estar saudável e vivendo sem dor. Eu revivo as lembranças das experiências emocionantes que vivi como Nick Mondo, e agradeço a Deus por ter sábio o suficiente pra sair antes que elas me destruíssem. E isso certamente teria acontecido se eu não tivesse saído.


4C: Você tem assistido muito wrestling ultimamente? Se sim, você não tem vontade de voltar a lutar ao ver?

MB: Eu não vejo mais muito wrestling, e sim, um dos motivos é porque as vezes assistir me faz querer voltar. Mas eu tive meu tempo no ringue, e eu prefiro olhar pro futuro à minha frente agora.


4C: Você chegou a ver algo da nova ECW? Se sim, você acha que ela realmente merece o nome "ECW"? Falando nisso, Nick Mondo vs Sabu era uma dream match que muitos dos seus fãs esperavam ver. Você acha que teria acontecido se você ainda estivesse lutando?

MB: *suspiros* A ECW foi o motivo que me levou a lutar. Ponto final. Eu fui à um show da WWECW há alguns meses atrás e cara...aquela não é a ECW que Heyman criou. Ele sabia disso, daí a depressão que ele não conseguia mais esconder. Rodo mundo que teve a oportunidade de experimentar a energia que um show da ECW tinha em 95, 96, sabe que era melhor que ela descansasse em paz mesmo. Eu sonhava em lutar com Sabu durante toda minha carreira como Nick Mondo, e queria muito que acontecesse. Estava marcada pra acontecer na Califórnia no show de em prol do Messiah, em 2002, mas eu cancelei a minha presença. Eu tinha muito trabalho na faculdade, estava sofrendo com algumas lesões, e também estressado, por motivos pessoais. Mais tarde em 2002 Zandig bookou o Sabu pra fazer uma aparição surpresa no Cage of Death, onde ele viria atrás de mim e começaríamos um "mini-feud", mas tivemos que cancelar no último minuto. Depois que me aposentei eu recebi 3 propostas diferentes pra lutar com ele, e até me falaram que ele queria lutar comigo. Foi mais difícil do que eu pensei...recusá-las. Uma delas ainda era pra uma barbedwire match, e me atormentou por meses, porque precisei recusar. Mas quando eu saí do wrestling, eu sabia que se fosse pra eu voltar, mesmo que só uma vez, seria um ponto fraco que eu não conseguiria superar. Eu tive me decidir e firmar muito bem essa decisão. Mas pense por outro lado...a expectativa por trás dessa luta poderia ser tão grande que talvez a gente não conseguisse fazer uma luta à altura. Provavelmente é melhor apenas imaginar a luta sendo boa. É o que eu gosto de fazer.


4C: Depois de você se aposentar, chegou a receber alguma proposta de alguma federação?

MB: Sim. Eu ainda recebo propostas à toda hora. Mas eu consegui superar o obstáculo que é recusá-las. Foi como tortura por um tempo, mas agora eu já superei isso.


4C: Existe algum oponente com quem você gostaria de ter lutado? Hayabusa talvez? :D

MB: Mesmo o Sabu tento me influenciado mais do que o Hayabusa, eu teria escolhido lutar com ele em vez do Sabu. Eu faria o que quer que fosse prra conseguir lutar com ele no japão, mesmo que eu tivesse que ir nadando até lá. Mas ele quebrou o pescoço, que tragédia terrível...E quanto a luta, eu costumava me imaginar lutando contra ele numa luta com um "scaffold" e com uma rede de arame farpado no ringue (circus net deathmatch) e mesas. Eu também costumava sonhar em lutar contra o Jeff Hardy. Com qualquer um dos 3 lutadores que mencionei acho que poderia ter feito uma luta épica, sob as condições ideais.


4C: Fighting the Still Life (filme produzido por Matt Burns, sem título em português) será exibido na New Alhambra Arena (antiga ECW Arena/Viking Hall) no dia 24 de março. Quais são suas expectativas? Após a sua carreira como lutador, você não acha difícia se estabelecer como diretor de cinema? Quero dizer, eu acredito que seu objetivo é atrair um público que queira assistir seus filmes porque você é bom, e não um público que consiste de fãs da CZW que vão ver o filme porque você é o Mondo, certo?

MB: Oh, sem dúvida. É muito difícil obter sucesso como diretor. Eu arriscaria dizer que é muito mais difícil do que ter sucesso como um lutador. Talvez seja só eu...mas eu vejo o que terei que enfrentar, e vai ser DIFÍCIL. Eu tenho vários planos diferentes em termos de gêneros cinematográficos, mas eu não ligo de usar meu reconhecimento como lutador pra me ajudar a começar. Quanto a exibição, estou muito ansioso em receber alguma crítica. A primeira exibição foi positiva, o que foi um alívio. Mas os fãs da Filadélfia não são fáceis de agradar! Estou nervoso, mas excitado pra exibição. Trabalhar com o Ken Kennedy foi muito divertido, e eu acho que o público vai gostar do trabalho dele no meu filme. Eu já estou dando duro, desenvolvendo um personagem totalmente novo pra ele representar (ou assim eu espero) em um futuro filme meu.


4C: Não quero tomar muito do seu tempo, então acho melhor a gente encerrar por aqui. Você tem algo a dizer aos seus fãs brasileiros?

MB: Hey, obrigado a vocês por se interessarem no que eu ando fazendo. Eu adoro entreter pessoas, e eu espero poder continuar fazendo isso por muitos anos. Desejo a todos sucesso e segurança no que venham a fazer.


Lutas recomendadas:
Nick Mondo vs Messiah (EPIC Pro-Wrestling) - Considerada pelo próprio Mondo a melhor luta de sua carreira.
Nick Mondo vs Homeless Jimmy (CZW Tournament of Death 1) - A luta famosa pelo golpe do caminhão.
Nick Mondo vs Wifebeater (CZW Tournament of Death 1) - A luta do cortador de grama.
Nick Mondo vs John Zandig (CZW Tournament of Death 2) - A luta do bump do telhado.
Nick Mondo vs Rick Blade (CZW / Barbedwire ladder match)


3 Comentários:

At 6:24 AM, janeiro 30, 2007, Blogger Thrymheim disse...

Parabéns fico muito boa, Mondo é foda. Não sei dizer quem é o "Deus Hardcore" ele e Foley estão empatados pra mim.

Deu pra ve o respeito enorme que ele tem pelo Hayabusa e tal. legal que ele citou o Jeff :D

parabéns pela entrevista

 
At 2:25 PM, janeiro 31, 2007, Anonymous judeu disse...

Puta entrevista do caralho!!! Muito foda mesmo!!! Primeiramente, parabéns aos chefes.

Taew os comentários e relatos de um ícone e referência pra tudo que se derive do DM!!! "Sick" Nick Mondo realmente era o cara!!!

O que mais posso falar??

FOOOOOOOOOOOOOOOOOOOODA

 
At 4:54 PM, junho 14, 2008, Blogger BOB JOHNNY disse...

Acho que ele não deveria se aposentar.
Um dos melhores lutadores "independentes" de todos os tempos.
Parabéns.
Lutador de sunga.

 

Postar um comentário

<< Home